Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Eu sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, vísceras e falta de ar.

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

BONECAS DE MILHO- FOLCLORE DE LAMMAS


Uma das tradições de Lammas é o boneco de milho.
A Boneca do Milho é tradicionalmente feita a partir da palha do milho por representar a fartura. É costume queimar a boneca feita no ano anterior, representando assim o sacrifício do Deus – logo em seguida se confecciona a nova Boneca do Milho que costuma-se colocar atrás da porta da cozinha para que nunca falte alimentos em sua casa…
Esse costume também faz parte da cultura das cidades do interior brasileiro há muitos anos…

O folclore de Lammas há muito veio para o Brasil através dos costumes que os povos que chegaram ao Brasil vindo de outros continentes trouxeram: europeu, africano, asiático, entre outros…
Em Minas por exemplo há um tradição que faz as pessoas guardarem espigas de milho em suas casas para secarem a fim de fazer um boneco com a própria espiga. Depois de pronto, elas penduram esse boneco atrás da porta da cozinha no último dia do ano e deixam por lá.

Acredita-se que a boneca de milho ajuda na fartura.

Os antigos povos Celtas confeccionavam suas “Bonecas de Milho” para atrair fartura para seus campos. A boneca era confeccionada no dia do ritual e colocada no altar durante o Sabbat para simbolizar a Deusa Mãe da Colheita. O costume, em cada Lammas é queimar a boneca do ano anterior e levar a nova boneca para sua casa.
Durante o sabbat, pegue a boneca com suas mãos, faça os seus pedidos, dê três voltas com ela ao redor do Círculo e ao final da terceira volta coloque-a dentro de seu caldeirão, salpique um pouco de açafrão sobre ela e ateie fogo enquanto diz.
“Eu agradeço o milagre da continuidade que vem até mim através das sementes que revelam a promessa do renascimento. Bendito seja o Senhor dos grãos”
Depois que a boneca queimar, consagrar a boneca nova com todos os elementos: sal (representando a terra) – passar pela fumaça do incenso (representando o ar) – passar pela chama da vela (representando o fogo) e aspergir água (representando a água) e dizer.
“Bendito seja a vida que cresce e se multiplica
Nós agradecemos a Deusa Mãe da Colheita e o Senhor dos Grãos
Que assim seja e que assim se faça”

Se você vai festejar, boa colheita pra você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário