Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Eu sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, vísceras e falta de ar.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

O que é Namastê:

Namastê é um cumprimento ou saudação utilizada geralmente no Sul da Ásia. Utiliza-se na Índia e no Nepal por hindus, sikhs, jainistas e budistas. Nas culturas indianas e nepalesas, a palavra é dita no início de uma comunicação e faz-se um gesto com as mãos dobradas, sem ser necessário falar algo.

Namastê é o cumprimento em sânscrito que literalmente significa "curvo-me perante a ti", e é a forma mais digna de cumprimento de um ser humano para outro. O gesto expressa um grande sentimento de respeito, invoca a percepção de que todos indivíduos compartilham da mesma essência, da mesma energia, do mesmo universo, portanto o termo e a ação possuem uma força pacificadora muito intensa.

Namastê também é muito utilizado na ioga, e é algo que se diz ao instrutor, para demonstrar que o praticante é um criado, e o gesto significa "curvo-me perante ti"; e o próprio termo significa “fazer uma saudação.”

Como saudação, namastê pode ser dito com as mãos juntas em frente ao tórax e com uma ligeira curvatura, para indicar profundo respeito, pode-se colocar as mãos em frente a testa, e no caso de reverência a um deus ou santidade, coloca-se a mão completamente acima da cabeça.

Em algumas partes da Índia (por exemplo, a área onde se fala a língua punjabe), namastê é usado não somente para cumprimentar Hindus mas para todo mundo e Namastê é aceito em todas as religiões.

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Banho de limpeza e banho de rosas para crianças


Banho de limpeza e banho de rosas para crianças

Muitas vezes; a criança assim como um pára-raio, pode ser afetada por larvas astrais, mau olhado; ou mesmo por feitiços ou magia enviados a sua casa ou trabalho.  Os banhos de limpeza são os mais indicados para as crianças, pois utilizam ervas mais brandas e pétalas de rosas para purificar o espírito da criança contra agressões espirituais. Conheça os banhos de limpeza para crianças com mais de 2 anos.
Crianças que ficam muito agitadas sem razão aparente, por longos períodos e com dificuldades em dormir podem se beneficiar de banhos de limpeza de alecrim da horta, O banho deve ser tomado quase frio do pescoço para baixo.
O banho de pétalas de rosas brancas  é outra alternativa para crianças doentes que utilizam os banhos de rosas.
O banho de limpeza de camomila  é excelente para restabelecer forças espirituais e afastar mau olhado. Indicado a crianças que ficam apáticas e sem energia sem motivo aparente.

Preparo
Nunca aplicar o banho de limpeza  ou banho de rosas quente ou morno. Deve ser sempre o mais frio possível, a temperatura ambiente. Nunca guardar o banho ou usar geladeira para resfriar mais rápido ou conservar para usar outro dia.

Colocar a água para o banho (1 litro) para ferver e só depois colocar as ervas ou rosas e desligar o fogo em seguida. Essas são ervas muito delicadas, assim como as pétalas das rosas e não podem ser fervidas. Basta desligar o fogo e abafar alguns minutos. Depois retirar a tampa coar e deixar esfriar até o momento de tomar o banho. Do pescoço para baixo.

No caso do banho de rosas, jogar somente as pétalas na água fervente e desligar o fogo. Abafa alguns minutos, deixe esfriar, coar e toma o banho frio. Do pescoço para baixo.
Muitas vezes; a criança assim como um pára-raio, pode ser afetada por larvas astrais, mau olhado; ou mesmo por feitiços ou magia enviados a sua casa ou trabalho. Os banhos de limpeza são os mais indicados para as crianças, pois utilizam ervas mais brandas e pétalas de rosas para purificar o espírito da criança contra agressões espirituais. Conheça os banhos de limpeza para crianças com mais de 2 anos.
Crianças que ficam muito agitadas sem razão aparente, por longos períodos e com dificuldades em dormir podem se beneficiar de banhos de limpeza de alecrim da horta, O banho deve ser tomado quase frio do pescoço para baixo.
O banho de pétalas de rosas brancas é outra alternativa para crianças doentes que utilizam os banhos de rosas.
O banho de limpeza de camomila é excelente para restabelecer forças espirituais e afastar mau olhado. Indicado a crianças que ficam apáticas e sem energia sem motivo aparente.

Preparo
Nunca aplicar o banho de limpeza ou banho de rosas quente ou morno. Deve ser sempre o mais frio possível, a temperatura ambiente. Nunca guardar o banho ou usar geladeira para resfriar mais rápido ou conservar para usar outro dia.

Colocar a água para o banho (1 litro) para ferver e só depois colocar as ervas ou rosas e desligar o fogo em seguida. Essas são ervas muito delicadas, assim como as pétalas das rosas e não podem ser fervidas. Basta desligar o fogo e abafar alguns minutos. Depois retirar a tampa coar e deixar esfriar até o momento de tomar o banho. Do pescoço para baixo.

No caso do banho de rosas, jogar somente as pétalas na água fervente e desligar o fogo. Abafa alguns minutos, deixe esfriar, coar e toma o banho frio. Do pescoço para baixo.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Ponche de Ervas

Foto: Ponche de Ervas

Essa é uma boa bebida não alcoólica para ser servida em encontros pagãos ou para qualquer reunião. Agrada até mesmo às crianças.

Ingredientes:
1- Punhado de erva cidreira
2- Punhados de borragem
1- Punhado de menta
1- Xícara de suco de abacaxi ou de outra fruta
Sumo de 6 limões
Sumo de 2 laranjas
900ml- de chá forte
2,7l- de gengibirra
Xarope feito de 1 xícara de açúcar, fervido com ½ de água

Preparação:
Despeje 1,3 litros de água fervente sobre a erva cidreira e deixe em infusão por 20 minutos. Coe o líquido sobre a borragem e a menta. Acrescente os sucos de frutas, o chá e o xarope. Resfrie por pelo menos 8 horas. Coe sobre uma vasilha para ponche. Acrescente gelo, um pouco mais de menta e gengibirra.

Essa é uma boa bebida não alcoólica para ser servida em encontros pagãos ou para qualquer reunião. Agrada até mesmo às crianças.

Ingredientes:
1- Punhado de erva cidreira
2- Punhados de borragem
1- Punhado de menta
1- Xícara de suco de abacaxi ou de outra fruta
Sumo de 6 limões
Sumo de 2 laranjas
900ml- de chá forte
2,7 ml de gengibirra
Xarope feito de 1 xícara de açúcar, fervido com ½ de água

Preparação:
Despeje 1,3 litros de água fervente sobre a erva cidreira e deixe em infusão por 20 minutos. Coe o líquido sobre a borragem e a menta. Acrescente os sucos de frutas, o chá e o xarope. Resfrie por pelo menos 8 horas. Coe sobre uma vasilha para ponche. Acrescente gelo, um pouco mais de menta e gengibirra.

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Óleo da Abundância


Foto: Óleo da Abundância

Ingredientes

2 xícaras de óleo mineral ou óleo de semente de uva
30 gramas de canela em pau
30 gramas de cravo da índia
1 moeda corrente
1 pedra de cânfora
1 dente de alho
1 vidro bonito

Como fazer

Coloque o óleo no vidro, e acrescente os ingrediente um a um. Deixe o óleo absorver os aromas e a energia de todos os ingredientes, por 2 semanas, inicie na Lua Nova.
Depois passe na sua porta de entrada a cada Lua crescente.
Enquanto passa o óleo na porta, lembre-se de pedir á porta que ela somente se abra para coisas boas e prósperas.
Ingredientes

2 xícaras de óleo mineral ou óleo de semente de uva
30 gramas de canela em pau
30 gramas de cravo da índia
1 moeda corrente
1 pedra de cânfora
1 dente de alho
1 vidro bonito

Como fazer

Coloque o óleo no vidro, e acrescente os ingrediente um a um. Deixe o óleo absorver os aromas e a energia de todos os ingredientes, por 2 semanas, inicie na Lua Nova.
Depois passe na sua porta de entrada a cada Lua crescente.
Enquanto passa o óleo na porta, lembre-se de pedir á porta que ela somente se abra para coisas boas e prósperas.

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Como programar seu Cristal para seu uso pessoal



Depois de limpar e energizar seu cristal, chegou a hora de programar.
Com as mãos em forma de concha,coloque o cristal sobre a mão esquerda e cubra-o com a direita.
Mentalize você em saúde pe
rfeita e felicidade,e deixe fluir de seu coração toda a energia que deseja, projete-a para o cristal,
Mentalize seu objetivo para aquele cristal, ex: Se for um quartzo rosa imagine muito amor, doçura, amizade.
Agora você pode usa-lo, pois ele está programado para que seus desejo seja alcançado.
Você pode usar essa programação para outros objetos também.
É simples, mas lembre-se tudo o que é simples é também complicado,pois é necessário mentalização, concentração, visualização para que a magia se faça.

Ervas magicas para banho....



ERVAS MÁGICAS

Absinto (artemisia absinthium) – Erva druídica sagrado. Muito mágica e sagrada para divindades lunares. Queimado em incensos em Samhain para ajudar a evocação, a adivinhação e a profecia. Especialmente boa quando combinada com artemísia. Fortalece incensos para exorcismo e protecção.

Abeto-Prateado (abies alba) – Árvore druídica sagrada. As agulhas são queimadas durante o parto para abençoar e proteger a mãe e o bebé.

Amieiro (alnus glutinosa) – Árvore druídica sagrada. Retirada a medula dos rebentos verdes fazem-se apitos, sendo que vários rebentos atados lado a lado, com uma das pontas tapadas com madeira, barro ou composto de lacre, podem ser usados para atrair elementais do Ar. Apare o fim de cada rebento de forma a produzir as notas que pretende.

Arruda (ruta graveolens) – Os celtas consideravam-na uma erva anti-mágica, ou seja, uma defesa contra os encantamentos e a magia negra. Uma vergôntea fresca pode ser usada para salpicar de água sagrada em consagrações, bênçãos e curas. Queimada em exorcismos ou incensos de purificação, expulsa a negatividade e estabelece a ordem das coisas.

Artemísia (artemisia vulgaris) – Erva druídica sagrada. Seus poderes são mais fortes quando apanhados na lua cheia. Apanhe-a no solstício de verão para dar sorte. Esfregue a erva fresca em bolas de cristal e espelhos mágicos para aumentar a sua força. Mergulhe 10g de artemísia numa garrafa de vinho durante 7 dias, começando numa lua nova, esprema-a e beba uma pequena quantidade para auxiliar a clarividência e a adivinhação.

Aspérula (asperula odorata) – Erva druídica sagrada. Use uma vergôntea de aspérula quando quiser mudar o curso da sua vida e alcançar a vitória. Acrescente-a ao vinho de Beltane como símbolo do afastamento de barreiras.

Aveleira (espécies Corylus) – Árvore druídica sagrada. As varas da sua madeira simbolizam magia branca e cura. Se estiver ao ar livre e precisar rapidamente de protecção mágica, desenhe à sua volta um círculo com um ramo de aveleira. Para atrair a ajuda das fadas das plantas, enfie nozes numa corda na sua casa ou sala ritual.

Azevinho (ilex aquifolium) – Árvore druídica sagrada. Sagrada para o solstício de Inverno em que era usada como decoração. Plantado próximo de uma casa repele os encantamentos negativos que lhe forem enviados. Um saco de folhas e bagas usado por um homem aumenta sua habilidade para atrair mulheres.

Bardana (arctium lappa) – Também conhecido por Cardo. Mergulhe uma mão cheia de erva num balde com água para lavar o chão: isso afasta a negatividade, purifica e protege.

Betónia (stachys officinalis, betonica officialis, stachys betonica) – Erva druídica sagrada. Era uma erva muito mágica para os druidas, na medida que poder de expelir os espíritos malignos, os pesadelos e o desespero. Era queimada no solstício de verão, para purificação e protecção. Salpicar próximo de todas as janelas e portas para formar uma barreira protectora. Se for incomodado por pesadelos, encha com ela uma pequena almofada de tecido e coloque-a debaixo da sua.

Bistorta (polygonum bistoria) – Também chamada Erve-Daninha-da-Serpente, Erva-do-Dragão, Cauda-Doce. Acompanhe-se de um pedaço de raiz seca para conceber.

Briónia-Branca (bryonia alba, bryonia dioica) – Venenosa. Também conhecida por Mandrágora-Inglesa. As raízes podem ser substituídas pela rara raiz da mandrágora verdadeira. Junte um bocadinho da raiz ao seu dinheiro para aumentar a prosperidade.

Calêndula (calendula officialis) – Erva druídica sagrada. A água da calêndula é feita das flores. Se a passar pelas pálpebras, ajuda-o a ver as fadas. As flores metidas nas almofadas produzem sonhos clarividentes.

Camomila (anthemis nobilis) – um chá feito com duas colheres de chá mergulhado em água a ferver durante 5 minutos é um suave indutor de sono. Também pode ser queimada ou acrescentada às bagas da prosperidade para incrementar o dinheiro.

Cardo-Santo (cnicus benedictus, carduus benedictos) – Erva druídica sagrada, que se utiliza, principalmente, para protecção e força. Se for plantado no jardim, afasta os ladrões.

Carvalho (quercus robur) – Árvore druídica sagrada, o carvalho era o rei das árvores numa floresta. As varas mágicas eram feitas da sua madeira. As nozes de galha de carvalho, conhecidas por Ovos-de-Serpente, eram usadas como amuletos mágicos. As glandes recolhidas de noite detinham o maior dos poderes fertilizantes. Os druidas e as sacerdotisas escutavam o murmurar das folhas de carvalho e das carriças para obterem mensagens divinatórias. As folhas queimadas purificam a atmosfera.

Cedro (cedrus libani) – Uma árvore sagrada dos druidas. Os antigos celtas do continente usavam óleo de cedro para preservar as cabeças dos inimigos tomadas nas batalhas. Para atrair a energia da Terra e manter-se firme, coloque as palmas das mãos contra as extermidades das folhas.

Celidónia (chelidonum majus) – Como prevenção contra o aprisionamento ilegítimo, use um saco de flanela vermelha repleto desta erva, junto à pele. Substitua a erva de 3 em 3 dias.

Cerejeira-Brava (prumus serotina) – Árvore sagrada dos druidas. Pedaços da árvore ou da casca eram queimados em festivais celtas.

Consolda (symphytum officinale) – Chás, tintura e compressas de folhas ou de raízes de consolda aceleram curas de cortes, urticária e ossos partidos. Para acautelar a segurança da sua bagagem, em viagem, introduza um pedaço de raiz em cada mala.

Crisântemo-Virgem (chrysanthemum parthenium) – Os viajantes usavam-no como protecção contra a doença e os acidentes durante suas deslocações.

Dedaleira (digtalis purpúrea) – Venenosa. Erva druídica sagrada, associada às fadas e ao pequeno povo.

Espinheiro-Alvar (crataegus oxyacantha) – Árvore druídica sagrada cujas varas têm grande poder. Os botões são altamente eróticos para os homens.

Espinheiro-Negro (prunus spinosa) – Também chamado Abrunheiro. Árvore druídica sagrada. Os espinhos são usados para espetar em imagens em vela negra, ou bonecos dos inimigos que não o deixam em paz. Antes de queimar a vela ou o boneco, prenda-lhe o nome do importuno e grave-o na vela com a sua faca. Arranque três espinhos e espete-os na cabeça, no coração e na barriga da imagem, dizendo: “Mal, volta àquele que te mandou. Eu e os meus estamos agora livres. Nenhum prejuízo ou mal pode entrar aqui. A minha vida e o meu caminho estão agora desimpedidos.”

Eufrásia (euphrasia officinalis) – Árvore druídica sagrada. Numa panela bem fechada, deixe cozer devagar um punhado de erva em água a ferver. Deixe repousar durante a noite. Torça a erva, espremendo-a até ficar o mais seca possível. Guarde o líquido num recipiente hermeticamente fechado, protegido da luz e do calor, mas não no frigorífico. Beba meia colher de chá em meia chávena de água da fonte ou em chá de erva psíquica, para fomentar a clarividência.

Fetos, especialmente Feto-Macho (dryopteris filixmas), Cabelo-de-Virgem (adiantum pedatum), Feto-Grande (pteridium acquilinium), Feto-Dama e Polipódio (ambos polypodium vulgare) – Os druidas classificavam os fetos como sendo árvores sagradas. As frontes lisas do Feto-Macho eram colhidas a meio do verão, secas e usadas para dar boa sorte. Todos os fetos são poderosas plantas protectoras. Queimados dentro de casa produzem um fortíssimo muro de protecção. Queimados no exterior provocam chuva.

Freixo (fraxious excelsior) – Árvore druídica sagrada. As varas dos druidas eram muitas vezes feitas de freixo e enfeitadas com gravações. As varas de freixo são boas para a magia curativa, geral e solar. Coloque folhas frescas debaixo da almofada para estimular sonhos psíquicos. Recolha folhas de freixo e leve-as para um local ao ar livre onde possa trabalhar sem ser incomodado. Com a sua espada ou faca, escave um círculo à sua volta no chão. Faça-o suficientemente grande para que possa trabalhar lá dentro sem ultrapassar a linha. Vire-se para este, segurando as folhas de freixo em ambas as mãos. Diga:”Elementais do este, governantes de Ar, dai-me conhecimento e inspiração”. Atire as folhas para este. Vire-se para sul e diga:”Elementais do sul, governantes de Fogo, dai-me energia e mudança”. Atire algumas folhas para sul. Vire-se para oeste e diga:”Elementais de oeste, governantes da Água, dai-me cura e amor.” Atire algumas folhas para oeste. Vire-se para o norte e diga:”Elementais do norte, governantes da Terra, dai-me prosperidade e sucesso”. Atire as folhas para norte. Mantenha-se no centro do círculo com ambas as mãos erguidas:”Bênçãos para todos os que vieram em meu auxilio. Entre amigos é este contrato feito”. Apague a linha traçada.

Gataria (nepeta cataria) – Também conhecida como Nêveda-dos-Gatos. Erva druídica sagrada, mastigada pelos guerreiros para se tornarem ferozes em batalha. Grandes folhas secas são marcadores poderosos nos livros de magia. Dê ao seu gato para criar um vínculo psicológico com ele.

Giesta (cytisus scoparius) – Árvore druídica sagrada. Pode ser substituída por Tojo no equinócio da primavera. Os Irlandeses chamavam-lhe “poder de médico”, devido aos seus rebentos diuréticos. Varra as suas áreas rituais ao ar livre com ela para purificar e proteger. Queimar as flores e os rebentos acalma os ventos.

Hera-Inglesa (hedera helix) – Venenosa. Erva druídica sagrada. Ligada ao solstício de Inverno, em que era usada como decoração. A hera oferece protecção quando cresce próximo de uma casa, ou nas suas paredes.

Hipericão (hypericum perforatum) – Erva druídica sagrada. Os celtas passavam-na pelo fumo da fogueira no solstício de verão, usando-a depois na batalha, para lhes dar invencibilidade. Pode ser queimado para banir e exorcizar espíritos.

Hortelã-Brava (mentha piperita, mentha spicata, mentha crispa) – Erva druídica sagrada. Bonecos para o amor e para as curas podem ser cheios de folhas de hortelã secas. Acrescentada aos incensos, purifica a casa ou a área ritual.

Lírio-do-Vale (convallaria majalis) – Venenoso. Um líquido produzido pela infusão das flores em água da fonte pode ser salpicado em volta da área ritual, atraindo a paz e o conhecimento.

Lisimáquia-Púrpura (lythrum salicaria) – Colocada nos cantos de cada divisão, esta erva restaura a harmonia e traz a paz.

Louro (laurus nobilis) – As suas folhas eram queimadas pelas sacerdotisas da Deusa Tripla para provocar visões psíquicas. As folhas sob a almofada dar-lhe-ão também inspiração e visões. O louro contra-ataca a negatividade e a restrição.

Lunária (botrychium lunaria) – As folhas em forma de crescente são usadas em sacos de amor. Coloque um pedaço de lunária dentro de um medalhão com a fotografia do seu amado para fomentar um amor duradouro.

Lúpulo (humulus lupulus) – Erva druídica sagrada. Uma almofada cheia de lúpulos secos ajuda a dormir e cura.

Macieira – Árvore druídica sagrada. Use cidra de maçã em quaisquer encantamentos que exijam vinho.

Manjericão (ocimum basilicum) – Queime manjericão para exorcizar a negatividade da casa. Para efectuar uma verdadeira e total purificação e protecção de si próprio e da sua casa, salpique também um pouco de manjericão em cada canto da sua divisão e use-o também na água do banho.

Manjerona (origanum majorana) – Uma infusão de manjerona, hortelã e alecrim pode ser salpicada por toda a casa para protecção. Também funciona na protecção de objectos específicos.

Mil-Folhas (achlillea millefolium) – Também conhecido como Milefólio. Esta erva é um poderoso aditivo para incenso na adivinhação e nos feitiços de amor. Tem o poder de manter os casais unidos e felizes.

Musgo-Terrestre (lycopodium clavatum) – Também conhecido como Garra-de-Lobo, Corno-de-Cervo. Erva sagrada para os druidas. Entre os celtas, apenas os sacerdotes e sacerdotisas podiam colher musgo-terrestre; tinha de ser colhido com um punhal de prata. As plantas e os esporos (colhidos em Julho e Agosto) eram utilizados em bênçãos e para protecção.

Musgo-Irlandês (chondrus crispus) – Também conhecido por Musgo-Pérola. Esta erva serve para ganhar e manter um afluxo estável de dinheiro. Se fizer bonecos para ganhar dinheiro ou sorte, enfie este musgo lá dentro. Queime-o com incenso durante os encantamentos para lhe dar sorte ou dinheiro. Salpique um pouco dentro da sua bolsa ou carteira.

Nozes e Glandes – Sagradas para os druidas. Muito usadas em magia. Pequenas glandes são usadas para as pontas das varas empregues pelos sacerdotes celtas. Todas as nozes podem ser usadas na magia da fertilidade.

Pinheiro (espécies pinus) – Sagrado para os druidas, o pinheiro era conhecido como uma das sete árvores principais dos Irlandeses. Misture as agulhas secas em partes iguais de zimbro e de cedro, queime para purificar a casa e a área ritual. As glandes e as pinhas podem ser usadas como um amuleto de fertilidade. Obtém-se um banho purificante e estimulante colocando agulhas de pinheiro dentro de um saco largo e deixando a água correr através dele. Para purificar e santificar uma área ritual ao ar livre, varra o chão com um ramo de pinheiro.

Polígono (polygono multiflorum, polygonatum odoratum) – Também conhecido por Centidónia, Persicácia, Pimenta d’Água, Trigo Mourisco. Esta erva pode ser queimada como oferta de agradecimento aos elementais pela sua ajuda.

Roseira-Brava (rosa rubinosa) – Pode ser substituída por rosas perfumadas normais. Para sonhos clarividentes, coloque duas colheres de chá de pétalas secas de rosa numa chávena de água a ferver. Tape e deixe repousar durante cinco minutos. Beba antes de se deitar. Queime as pétalas com incensos de amor para fortalecer os encantamentos de amor.

Sabugueiro (sambucus nigra) – Árvore druídica sagrada. Sagrada para a Dama Branca no solstício de verão. Os druidas usavam-no tanto para abençoar como para amaldiçoar. Estar debaixo de um sabugueiro a meio do verão, tal como estar num anel de fadas de cogumelos, ajudá-lo-á a ver o pequeno povo. As varas de sabugueiro podem ser usadas para expulsar os espíritos malignos ou as formas mentais. A música produzida pelas flautas de Pã, ou flautas normais de sabugueiro, tem o mesmo poder que as varas.

Salgueiro (salix alba) – Também conhecido por Chorão. Uma das sete árvores sagradas dos Irlandeses, árvore druídica sagrada. O salgueiro é uma árvore da lua, sagrada para a Dama Branca. As suas matas eram consideradas tão mágicas que os sacerdotes, as sacerdotisas e todos os tipos de artesãos se sentavam entre as árvores para ganhar eloquência, inspiração, habilidade e profecias. Para que um desejo seja concedido, peça permissão ao salgueiro, explicando que desejo é. Escolha um rebento adequado e ate-lhe um nó solto enquanto expressa aquilo que quer. Quando o desejo for cumprido, volte lá e desfaça o nó. Lembre-se de agradecer ao salgueiro e de deixar uma oferenda.

Sorveira (sorvus aucuparia, fraximus aucuparia) – Árvore druídica sagrada e também sagrada para a deusa Brigit. É uma árvore muito mágica, utilizada para varas, bastões, amuletos e encantamentos. As suas bagas são especialmente mágicas, mas as sementes são venenosas. Um ramo de sorveira em forquilha pode ajudar a descobrir água. As varas servem para o conhecimento, a localização de metais e adivinhação em geral. As fogueiras de sorveira servem para chamar os espíritos, especialmente quando se enfrentam conflitos.

Teixo (taxus baccata) – Árvore druídica sagrada. Esta árvore era sagrada para o solstício do Inverno e para as divindades da morte e do renascimento. Os Irlandeses usavam-no para fazer cabos de punhais, arcos e tonéis de vinho. As bagas são venenosas. A madeira de teixo, ou as folhas, eram colocadas nas sepulturas para recordar aos espíritos que partiam que a morte é apenas uma pausa na vida antes do renascimento.

Tojo (ulex europaes) – Árvore druídica sagrada. As suas flores douradas estão associadas ao equinócio da primavera. Tanto a madeira como os botões são queimados para protecção e preparação para conflitos de qualquer espécie.

Tomilho (thymus vulgaris), Tomilho-Bravo (thymus serpyllum) – Erva druídica sagrada. Um banho de purificação mágico pode ser obtido despejando um chá de tomilho e manjerona na água do banho. Uma almofada cheia com tomilho cura os pesadelos. Quando assistir a um funeral, use uma vergôntea de tomilho para afastar a negatividade dos enlutados.

Trevo (espécies trifolium) – Erva druídica sagrada que simboliza as divindades triplas. Deixe sempre algo como pagamento sempre que apanhar um trevo, pois é uma das ervas favoritas do pequeno povo e das fadas. Um pouco de gengibre ou de leite entornado no chão são ofertas aceitáveis. Decorações de trevo no altar honram todas as divindades triplas. Use um trevo de três folhas para protecção e sorte; um de quatro folhas para evitar o serviço militar.

Ulmária (filipendula ulmaria, spirea ulamria) – Uma das três mais sagradas ervas druídicas, sendo as outras duas a hortelã e a verbena. A ulmária pode ser empregue para decoração do altar durante os encantamentos de amor.

Urze (caluna vulgaris) – Erva druídica sagrada. Usada no meio do verão para fomentar o amor e a protecção. A urze vermelha é para a paixão, a branca para arrefecer as paixões de cortejadores indesejáveis.

Valeriana (valeriana officinalis) – Também conhecida por Erva-dos-Gatos. Use esta erva em feitiços de amor, especialmente para a reconciliação de casais com problemas. Use-a em almofadas para um descanso profundo. Embora a raiz da erva tenha um odor forte e pungente, alguns gatos gostam do cheiro mais do que da gataria.

Verbena (verbena officinalis) – Também conhecida por Lúcia-Lima. Erva druídica sagrada, vulgar nos seus muitos ritos e encantamentos. Era tão grandemente estimada que as oferendas desta erva eram colocadas em altares. Quando queimada, é poderosa na defesa contra ataques psíquicos, mas é também usada em feitiços de amor, purificação e para atrair riqueza. É um poderoso atractivo para o sexo oposto.

Verbasco (verbascum thapsus) – As folhas pulverizadas são por vezes denominadas “pó-de-cemitério” e podem substitui-lo.

Vidoeiro (betula alba) – Árvore druídica sagrada. Curiosamente, corte tiras de casca na lua nova. Com tinta vermelha, escreva numa tira da casca “Trazei-me o verdadeiro amor”. Faça o seu pedido aos deuses e queime-a juntamente com incenso de amor ou lance a casca num riacho.

Visco (viscum álbum) – Era a mais sagrada árvore dos druidas e governava o solstício de Inverno. As bagas são venenosas. Ramos de visco podem ser pendurados como erva protectora para todos os fins. As bagas são usadas em incensos de amor.

Zimbro (juniperus communis) – Árvore druídica sagrada. As suas bagas eram usadas com tomilho em incensos druídicos que provocavam visões. O zimbro plantado à porta desencoraja os ladrões. As bagas maduras podem ser enfiadas num cordel e penduradas em casa para atrair o amor.



Chá revitalizador de energia e promotor de sonhos bons e quentes:
Para cada chávena:
* 1 colher de café de canela moida
* 1/2 colher de café de chá preto
* 1 colher de café de raspa de casca de laranja seca
* 2 colheres de café de alecrim seco
Deita-se água fervente por cima e deixa-se a infundir 10 minutos. Bebe-se ainda quente.

Observações: Como a canela está moida, não é necessário fazer decocção; os princípios activos de todos estes ingredientes podem ser extraídos por infusão quente simples simultânea. Não esqueçam de escaldar o bule/chávena antes de infundir as ervas e de o abafar durante.

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Óleo de Ervas das Bruxas


Óleo de Ervas das Bruxas

Este óleo, ideal para ser usado na culinária, atrai a boa sorte, atrai ou intensifica o amor e protege contra todas as formas de mal.

Ingredientes:

1 xícara de manjericão picado
2 xícaras de azeite de oliva
1 pote de vidro ou garrafa

Coloque o manjericão em uma garrafa, e após o azeite.
Tampe e agite em círculos no sentido horário.
Mantenha-o em um local arejado e escuro por um período de 13 dias, agitando-o uma vez ao dia.
Após este período está pronto seu poderoso óleo das Bruxas.
Este óleo, ideal para ser usado na culinária, atrai a boa sorte, atrai ou intensifica o amor e protege contra todas as formas de mal.

Ingredientes:

1 xícara de manjericão picado
2 xícaras de azeite de oliva
1 pote de vidro ou garrafa

Coloque o manjericão em uma garrafa, e após o azeite.
Tampe e agite em círculos no sentido horário.
Mantenha-o em um local arejado e escuro por um período de 13 dias, agitando-o uma vez ao dia.
Após este período está pronto seu poderoso óleo das Bruxas.

Encantamento de velas para Paz e Equilíbrio interior

Encantamento de velas para Paz e Equilíbrio interior:
   
 Separe uma vela de cor azul clara. Adquira sempre velas com boa aparência, não compre velas rachadas, riscadas, quebradas, lascadas ou opacas.
    Você pode untar a vela com óleo aromático de Camomila (do pavio para a base). Se não desejar untar a vela com algum óleo, pode também utilizar suas próprias mãos. Enquanto envolve a vela com suas mãos, imagine que você expulsa toda energia densa que possa haver nesta vela, imaginando ainda as energias das pessoas que contribuiram para sua confecção sendo eliminadas. Agora ela está abastecida com sua própria energia, e pronta para realizar o encantamento. Mesmo untando a vela com o óleo, você também pode imaginar estar limpando a vela e carregando-a com suas energias. Coloque a vela em um suporte e ao redor do mesmo ou dentro dele, espalhe pitadas de camomila. Um pouco de erva já basta, se houver muita erva, ela pode pegar fogo.
    Apague as luzes (a magia de velas funciona melhor à noite, mas pode ser realizada de dia). Erga a caixa de fósforos (ou isqueiro) acima de sua cabeça. Imagine uma chama de luz branca vindo diretamente do infinito para fortalecer sua magia. Risque o fósforo rapidamente, e vá descendo sua mão para acender a vela. Continue imaginando a chama de luz branca acompanhando a descida de sua mão até o momento de acender a vela. Se desejar, pode entoar algumas palavras como "Paz", "Harmônia" e "Equilíbrio" enquanto acende a vela, ou declarar a intensão do encanto em voz alta. Após acender a vela, atire o fósforo num cinzeiro à prova de fogo (não o chacoalhe ou assopre). Sente-se confortavelmente ou deite-se, visualizando ser tomado por sentimentos de paz, amor e harmonia interior. Você também pode colocar uma música relaxante.
    Deixe a vela queimar por completo, se possível. Evite ficar apagando velas pela metade ou reutilizando velas que já foram usadas. Caso não seja possível, acendas as velas que já foram usadas, mas utilize-as com o mesmo intuito da primeira vez que foram acesas. Ou seja, se você acende uma vela para um determinado tipo de meditação, e apaga-a depois que termina, procure acender essa vela usada para o mesmo tipo de meditação que foi feito da primeira vez. 
    Para apagá-las, use um abafador. Evite assoprá-las. Se possível, nunca deixe velas acesas sozinhas.

Separe uma vela de cor azul clara. Adquira sempre velas com boa aparência, não compre velas rachadas, riscadas, quebradas, lascadas ou opacas.
Você pode untar a vela com óleo aromático de Camomila (do pavio para a base). Se não desejar untar a vela com algum óleo, pode também utilizar suas próprias mãos. Enquanto envolve a vela com suas mãos, imagine que você expulsa toda energia densa que possa haver nesta vela, imaginando ainda as energias das pessoas que contribuiram para sua confecção sendo eliminadas. Agora ela está abastecida com sua própria energia, e pronta para realizar o encantamento. Mesmo untando a vela com o óleo, você também pode imaginar estar limpando a vela e carregando-a com suas energias. Coloque a vela em um suporte e ao redor do mesmo ou dentro dele, espalhe pitadas de camomila. Um pouco de erva já basta, se houver muita erva, ela pode pegar fogo.
Apague as luzes (a magia de velas funciona melhor à noite, mas pode ser realizada de dia). Erga a caixa de fósforos (ou isqueiro) acima de sua cabeça. Imagine uma chama de luz branca vindo diretamente do infinito para fortalecer sua magia. Risque o fósforo rapidamente, e vá descendo sua mão para acender a vela. Continue imaginando a chama de luz branca acompanhando a descida de sua mão até o momento de acender a vela. Se desejar, pode entoar algumas palavras como "Paz", "Harmônia" e "Equilíbrio" enquanto acende a vela, ou declarar a intensão do encanto em voz alta. Após acender a vela, atire o fósforo num cinzeiro à prova de fogo (não o chacoalhe ou assopre). Sente-se confortavelmente ou deite-se, visualizando ser tomado por sentimentos de paz, amor e harmonia interior. Você também pode colocar uma música relaxante.
Deixe a vela queimar por completo, se possível. Evite ficar apagando velas pela metade ou reutilizando velas que já foram usadas. Caso não seja possível, acendas as velas que já foram usadas, mas utilize-as com o mesmo intuito da primeira vez que foram acesas. Ou seja, se você acende uma vela para um determinado tipo de meditação, e apaga-a depois que termina, procure acender essa vela usada para o mesmo tipo de meditação que foi feito da primeira vez.
Para apagá-las, use um abafador. Evite assoprá-las. Se possível, nunca deixe velas acesas sozinhas.

LABRADORITA

A labradorita ou spectrolite é um mineral que pertence ao grupo de feldspatos. Sua cor varia do cinza ao azul-cinzento pérola. Os seus elementos químicos principais são o sódio, cálcio, silício e alumínio. A labradorita tem um brilho misterioso e cativante que combina reflexos azuis e prata.

Características

A labradorita nome vem da península do Labrador, no Canadá, onde foi descoberto em 1770. A pedra tem cores iridescentes e vem de feldspato Sua dureza na escala de Mohs, que classifica a dureza de 1-10 sendo 1 o mais macio, talco e 10 diamantes. A labradorita recebe um 6,5.
A labradorita é encontrada principalmente na Finlândia e Rússia, enquanto no Canadá, Utah e Nova York há depósitos de labradorita. Labradorite qualidade é determinada pela quantidade de brilho e iridescência

Um tipo de feldspato translúcido com iridescência diferente dependendo do ângulo, em qualquer lugar que você olhe. Tem cores cinza, prata, ouro amarelo, azul brilhante, anaranjados.Labradorita, pedras mágicas.

Propriedades mágicas

Esta pedra é tradicionalmente usado como um talismã ou pedra mágica, para fornecer alívio de desespero e ansiedade. Propriedades benéficas foram atribuídos a dissipar a negatividade e ajudar a alcançar a clareza mental.

A labradorita é usado para alinhar e há uma crença de que uma pessoa que olha para a labradorita e os planos para superar um conflito irá beneficiar de boas energias. Labradorite é um talismã bom para aqueles que estão imersos em situações de muitas mudanças e isso está trazendo preocupações.
A labradorita é recomendado para maior capacidade de concentração, com uma pedra na sua mesa ou do escritório pode ser benéfico.

A labradorita é usado como um talismã para melhorar a força e perseverança.
Pedras sempre foi usado como um talismã para trazer boa sorte e superar problemas de saúde. Uma pedra nunca vai substituir o tratamento médico só é usado como um talismã para atrair vibrações positivas. Se você seguir um tratamento médico, mas nunca deixe o seu médico sabe.
Labradorite saúde talismã é um bom anti-stress, e também para ajudar a regular a digestão e metabolismo.

Também tem sido usada para atrair labradorite vibrações boa no tratamento de problemas do olho. Para ajudar a problemas psicológicos de artrite e osteoporose.

Em ligação com o horóscopo
Labradorite está associada com a Lua e Urano. Labradorite nos horóscopos está associada com os sinais de Leão, Sagitário e Escorpião. Por sua brilhante jogo de cores de labradorita simboliza a criatividade e fantasia.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

O Rosário da Deusa - Trabalhando as Nove faces da Deusa.


Também conhecido como Rosário da Deusa. A intenção desta atividade é apresentar a vocês um método diferente e prático de contato e meditação diária com a Deusa. Criar o hábito de meditar aumenta consideravelmente nossa conexão, facilitando o trabalho mágico e o auto-conhecimento, pelo conhecimento das facetas da Deusa e de como Ela age em nossas vidas.
Para realizar tal trabalho, é necessário que tenhamos um Rosário da Deusa, feito de contas coloridas, dispostas de 3 em 3, das seguintes cores:preto, azul, cinza, laranja, amarelo, vermelho, violeta, anil, verde e branco.
A proposta, após ter o rosário é conhecer cada face da Deusa e construir o Templo Interior. Visualiza-se um templo, que tem 3 pátios externos, 3 internos e os últimos 3 são os chamados pátios da sabedoria.

CONTAS PRETAS
O preto é a cor da Criadora de Tudo. Ela é a origem de tudo o que há, e deve ser vista como uma grande estrela, um coração de luz de imenso poder, que gerou tudo o que existe. Ela traz a noção do Todo. Feche os olhos e imagine a imensidão do cosmos, tenha a noção do Espaço. Ela contém todos os mistérios da Deusa: tempo, espaço e criação. Deusas ligadas a este aspecto são Dannu, Tiamat,Tellus Mater.
- Medite: faça uma lista de palavras cujos atributos lhe sugiram a palavra "Deusa"; que pontos da sua vida estão mais pressionados? Que impulso você necessita para conhecer melhor suas possibilidades? Qual é a base da sua vida?

CONTAS AZUIS CLARO
No azul você encontra a Energizadora, que corresponde ao primeiro Pátio externo. Ela é pura energia sexual e vibração. Ela contém a dádiva da liberdade ilimitada. Ela é ao mesmo tempo loucura, entrega, embriaguez, energia vital. Seu lema é "tudo em excesso". Ela nos impulsiona além dos limites auto-impostos e contra tudo o que nos tolhe. Ela é a Senhora da pura alegria incontida. Seus símbolos são o Arco-íris e o Tambor. Deusas ligadas a este aspecto são Maeve, A Mulher Peyote, Afrodite, Inanna.
- Medite: o que o mantém ativo quando a rotina o sufoca? Que atividades lhe fornecem energia? Que áreas da sua vida precisam ser energizadas? Como vocês e transforma ao ser energizado?

CONTAS CINZAS
No cinza encontra-se a Medidora, que ocupa o segundo pátio externo. Bem representada pela Deusa Lachesis - uma das três Parcas, Senhoras do Destino, ela mede o fio da vida. Esta face nos fala de nossos limites, pois a liberdade ilimitada é a destruição do individual. Seus símbolos são a Roda e a Roca de Fiar. A medidora contém as funções do correr do tempo e da memória, os ciclos da natureza, as fases da lua. Exemplos de medidoras, além de Lachesis, são as Nornes, Macha, as Horas.
- Medite: Quais os limites definidos na sua vida? Quem fez esses limites? Que áreas da sua vida precisam da Medidora?

CONTAS LARANJAS
Na cor laranja você encontra a Protetora, no terceiro pátio externo. Ela protege os limites que a Medidora estabeleceu, surgindo para proteger a Criação. Seus símbolos são o Arco e o Escudo. Seja como guerreira, parteira ou protetorada infância, esta face da Deusa é a que surge da maternidade e da necessidade de defesa dos filhos. São Protetoras Modron, Durgha, Sekhmet, Atena e Artemis.
- Medite: descreva sua protetora ideal. Liste as pessoas que o protegeram ao longo da vida. E as que você protegeu. De que forma você precisa ser protegido? E como oferece proteção aos outros?

CONTAS AMARELAS
No amarelo você penetra no primeiro pátio interno, que é o da Iniciadora. Como diz seu nome, Ela fornece a possibilidade da iniciação nos mistérios, mas exige uma profunda transformação, que implica em um verdadeiro renascimento. Seus símbolos são o Caldeirão e a Caverna. São exemplos de Iniciadoras Cerridwen, Deméter, Ísis.
- Medite: o que você imagina que se esconde para você atrás da porta dos mistérios? Por quais iniciações já passou em sua vida? Quais os iniciadores que conheceu, em todos os campos.

CONTAS VERMELHAS
No vermelho você conhece a Desafiadora, no segundo pátio interno. Ela é a ceifadora implacável de tudo que não tem função, das estruturas, idéias, crenças, hábitos e pensamentos que não cabem mais na sua vida. Seus símbolos são a Caveira e o Labirinto do renascimento. São Desafiadoras: Morrigan, Cailleach, Chinamasta, Ereshkigal.
- Medite: Quais os desafios que a vida lhe oferece? Você vê os obstáculos como algo a ultrapassar? Quais os padrões repetitivos que a vida vive jogando em cima de você?

CONTAS VIOLETAS
A Libertadora vem a seguir, com a cor violeta e o terceiro pátio interno. Os processos da Iniciadora e da Desafiadora nunca se concluem sem dor, assim, a Libertadora vem nos livrar da lembrança dolorosa, nos colocando em seu símbolo, a Crisálida de onde surge uma Mariposa, bem como nos mostrando o símbolo da Corrente partida, que nos desconecta de nossas limitações do passado. Ela explora plenamente a natureza do sacrifício (tornar sacro), tornando todas as coisas sagradas, religando-as a seu objetivo original. São Libertadoras Rhiannon, Perséfone e Inanna.

CONTAS AZUL ANIL
Com o anil entramos no primeiro pátio da sabedoria, o da Tecelã. Este é o reino da Deusa que tece a teia da vida, quer como a Mulher Aranha, que tece a teia de tudo o que existe e interliga os seres nela, quer como a bruxa, Senhora da Magia, que molda o mundo. A Tecelã tem por símbolos a Máscara (porque se apresenta mutável) e a Teia de Aranha. É Ela que fala pelos oráculos, que ensina o poder da magia e a responsabilidade com o uso deste. São tecelãs Arianhrod, Hécate e Ísis.
- Medite: Para onde você direciona seus poderes criativos? Que máscaras você usa no mundo? Como usaria seus poderes mágicos? Em que áreas da sua vida você sofre mais decepções consigo mesmo?

CONTAS VERDES
No verde conhecemos o segundo pátio da sabedoria, que pertence à Preservadora. Ela fala dos modos como nos nutrimos e preservamos nosso lares e nosso fogo interior. Ela é a Senhora dos Grãos, a Terra verde e plena de frutos, a cornucópia inesgotável, Senhora do fogo das lareiras. Seus símbolos são um pote cheio de grãos e a fogueira. São Preservadoras: Héstia, Ceres, Vesta, a Mãe do Milho.
- Medite: o que mantém sua vida, do ponto de vista físico, mental, criativo, emocional e espiritual?

CONTAS BRANCAS
As contas brancas nos conduzem ao ultimo dos pátios antes de retornarmos ao coração da Criadora de Tudo. É a sala Daquela que Dá Poderes, cujos símbolos são um espelho e um cachimbo. Essa face é a da Senhora da Compaixão e aceitação de todos os seres. Ela nos torna conscientes de nossos dons, fazendo com que aflorem no serviço da Deusa. Ela é a Deusa agindo no mundo. Pertencem a essa face Kwan-Yin, Ísis, Lilith, Brighid e a Mulher Búfalo Branco.
- Medite: quais são seus tesouros? Que dons você tem e não exercita? De que forma você dá ou tira poderes de si mesmo?

O Rosário da Deusa é um trabalho rico e depois de se conhecer cada face e construir o templo interior, se pode realizar uma variedade grande de estudos revendo cada face e conectando-a com as outras. É um trabalho profundamente transformador, se feito em uma dimensão mágica.

FONTE: DANÇANDOEMBRUMAS

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Defumação para prosperidade

Ingredientes
1 punhado de alecrim
1 punhado de noz moscada
1 punhado de erva doce
1 punhado de canela em pó
Todas as ervas devem estar secas.
Carvão

Modo de fazer
Deixe o carvão em brasa, coloque-o em um recipiente de barro, e vá salpicando a mistura de ervas aos poucos, comece a defumação da porta de entrada para dentro até os fundos trazendo a prosperidade para você.
Luas ideais: Nova, Crescente e Cheia.
Faça todo o processo com visualização, veja cada cômodo de sua casa ou comercio sendo inundado de uma luz dourada, a luz da prosperidade.

PRECE AOS ELEMENTOS

Para o equilíbrio Vem a mim, Ar, na tua frescura e pureza Concede ao meu raciocínio agudeza. Aumenta a minha criatividade, Torna positiva toda a minha atividade.

Vem a mim, Água, fluida e em liberdade. Traz-me compaixão, amor e bondade. Dá-me brandura e compreensão E ajuda-me a enfrentar os problemas sem tensão.

Vem a mim, Fogo, tão quente e brilhante Ilumina o meu caminho pela vida, doravante. Ajuda-me a viver e a amar com energia nova E a defender a verdade quando me puserem à prova.

Vem a mim, Terra, tão fértil e rica Peço te a serenidade e a minha alegria multiplica Empresta-me a tua ética e a tua estabilidade Para que eu possa ajudar os outros com vontade.


Akasha, junta-te a estes quatro, eu te peço Equilibra em mim os seus aspectos Como no começo renova a minha vida, pois tu tens o poder De me transformares no que eu devia ser.

Poção de Afastamento


Poção de Afastamento

Esse é para afastar de você uma pessoa indesejável

Vinagre
Sal
Uma garrafinha com rolha

Numa lua minguante, misture no caldeirão o vinagre e sal. Pegue o caldeirão com as mãos e gire no sentido anti-horário dizendo:

"(nome da pessoa...), em nome dos meus protetores,
eu lhe ordeno que busque seu caminho e deixe o meu."
Repita as palavras sete vezes e tampe o caldeirão.

Mentalize que a pessoa se afasta de você, deixando-o em paz. Diga:

"(nome da pessoa...), meu irmãozinho, não lhe desejo o mal,
mas é necessário que nossos caminhos não mais se cruzem.
Que você seja feliz longe de mim, mas que as forças do Universo
conspirem contra você se insistir em perto de mim ficar e
assim, me prejudicar. Assim seja."

Coloque a poção na garrafinha e tampe bem. Se a pessoa freqüenta sua casa ou local de trabalho, procure respingar a poção nos sapatos dela, sem que ela veja, é claro. Se isso for difícil, respingue a poção numa foto, pertence ou nome completo da pessoa. Seu caldeirão deverá ser limpo. Se foi feito em qualque recipiente desfaça-se dela, ou poderá sem querer afastar quem te quer bem

Esse é para afastar de você uma pessoa indesejável

Vinagre
Sal
Uma garrafinha com rolha


Numa lua minguante, misture no caldeirão o vinagre e sal. Pegue o caldeirão com as mãos e gire no sentido anti-horário dizendo:

"(nome da pessoa...), em nome dos meus protetores,
eu lhe ordeno que busque seu caminho e deixe o meu."
Repita as palavras sete vezes e tampe o caldeirão.

Mentalize que a pessoa se afasta de você, deixando-o em paz. Diga:

"(nome da pessoa...), meu irmãozinho, não lhe desejo o mal,
mas é necessário que nossos caminhos não mais se cruzem.
Que você seja feliz longe de mim, mas que as forças do Universo
conspirem contra você se insistir em perto de mim ficar e
assim, me prejudicar. Assim seja."

Coloque a poção na garrafinha e tampe bem. Se a pessoa freqüenta sua casa ou local de trabalho, procure respingar a poção nos sapatos dela, sem que ela veja, é claro. Se isso for difícil, respingue a poção numa foto, pertence ou nome completo da pessoa. Seu caldeirão deverá ser limpo. Se foi feito em qualque recipiente desfaça-se dela, ou poderá sem querer afastar quem te quer bem.

Ervas com Nomes Esquisitos

A

Ágata= Caravo-vermelho
Azur= Raiz Aromática (asuret do canadá)
Almácega ou Alma-cega= Resina do lentisco (da Ilha de Quio)
Anão-Terra= Mandrágora (Mandragora officinarum)
Arcangélica= Angélica (Angelica archangelica)
Agarra-pinto= Erva-tostão (Boerhaavia hirsuta)
Amarra-pinto= Erva-tostão (Boerhaavia hirsuta)
Amansa-senhor= Guiné (Petiveria allicea)
Árvore-de-preguiça= Umbaúba (Cecropia peltata)

B

Bicho-de-pomba-menor= Gerânio (Geranium sylvaticum)
Barba-de-velho= Chionanthus virginicus
Bolsa-de-pastor= Capsella bursa pastoris
Barba-de-Júpiter= Sempre-viva-dos-telhados (Sempervivum tectorum)
Brinquedo-do-Diabo= Milefólio (Achilea millefolium)
Barba-de-bode= Ulmária (Spiraea ulmaria)
Barba-de-São-Pedro= Cinco-folhas (Penax quinquefolium)
Braço-de-preguiça= Cinco-folhas (Penax quinquefolium)
Boca-de-sapo= Centáurea-doBrasil (Dejanira erubescens)
Bisturi-do-mato= Sumaré (Cyrtopodium brasiliensis)
Barriga-de-sereia= Aguapé (eichornia crassipes)
Galera, to passando o chapéu...
quem puder me dá uma forcinha é só visitar: